A Paz do Senhor Jesus!

A Paz do Senhor Jesus! Seja bem vindo. Assista nossos vídeos:



Loading...

quinta-feira, 29 de março de 2012

Namã é curado da lepra


E Naamã, capitão do exército do rei da Síria, era um grande homem diante do seu SENHOR, e de muito respeito; porque por ele o SENHOR dera livramento aos sírios; e era este homem herói valoroso, porém leproso. E saíram tropas da Síria, da terra de Israel, e levaram presa uma menina que ficou ao serviço da mulher de Naamã. E disse esta à sua senhora: Antes o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria; ele o restauraria da sua lepra.
Então foi Naamã e notificou ao seu senhor, dizendo: Assim e assim falou a menina que é da terra de Israel.
2 Reis 5:1-5

Então Geazi, servo de Eliseu, homem de Deus, disse: Eis que meu senhor poupou a este sírio Naamã, não recebendo da sua mão alguma coisa do que trazia; porém, vive o SENHOR que hei de correr atrás dele, e receber dele alguma coisa. E foi Geazi a alcançar Naamã; e Naamã, vendo que corria atrás dele, desceu do carro a encontrá-lo, e disse-lhe: Vai tudo bem?
E ele disse: Tudo vai bem; meu senhor me mandou dizer: Eis que agora mesmo vieram a mim dois jovens dos filhos dos profetas da montanha de Efraim; dá-lhes, pois, um talento de prata e duas mudas de roupas. E disse Naamã: Sê servido tomar dois talentos. E instou com ele, e amarrou dois talentos de prata em dois sacos, com duas mudas de roupas; e pô-los sobre dois dos seus servos, os quais os levaram diante dele. E, chegando ele a certa altura, tomou-os das suas mãos, e os depositou na casa; e despediu aqueles homens, e foram-se.
Então ele entrou, e pôs-se diante de seu senhor. E disse-lhe Eliseu: Donde vens, Geazi? E disse: Teu servo não foi nem a uma nem a outra parte. Porém ele lhe disse: Porventura não foi contigo o meu coração, quando aquele homem voltou do seu carro a encontrar-te? Era a ocasião para receberes prata, e para tomares roupas, olivais e vinhas, ovelhas e bois, servos e servas?
Portanto a lepra de Naamã se pegará a ti e à tua descendência para sempre. Então saiu de diante dele leproso, branco como a neve. 2 Reis 5:20-27

Nesta história bíblica de 2 Reis 5 temos duas histórias de pessoas com diferentes comportamentos.  Uma de certa menina israelita serva em terra estrangeira na terra da Síria. Ela tinha uma fé profunda e arraigada que mesmo em terra estrangeira não esmoerecia. Cria de todo coração no Deus eterno restaurador de veredas. O Deus que tem poder para curar aquilo que parece impossível.
Na época a lepra, chamada atualmente de hansenise, não possuía cura ou tratamento. Em meio ao povo judeu a pessoa com lepra era excluída do convívio social. A lepra era tida como algo imundo segundo a lei e símbolo da contaminação. A pessoa contaminada era repudiada e afastada do convívio social. Se andasse no meio do povo deveria gritar “LEPROSO!!! LEPROSO!!!” sob o risco de ser apedrejada se assim não o fizesse.



Vemos que essa menina, que a bíblia não cita nem mesmo o nome, tinha um profundo amor a Deus. Não se revoltara com sua situação de exílio em terra estranha e escravidão mas possuía um desejo de glorificar a Deus em toda situação. Na vida de seu senhor ela glorificava a Deus e declarava os seus feitos esperando nas suas promessas. Nesse caminho de prova ela florecia e fritificava: frutos de cura e cura da alma. O aroma do frescor da água do restaurador de veredas chegou ao conhecimento do seu senhor naquela terra. A certeza profunda de sua fé tocou o coração do rei. O testemunho da menina alicersaram a fé do soldado na dependência em alguém que podia fazer o que ninguém poderia. Isto o levou a se preparar para uma grande empreitada. Viajar naquela época não era como nos dias de hoje e distancia que separam a Síria da terra de Israel era uma viagem de muitos dias em lombo de animais. Mesmo assim ouve um processo de crescimento em dependência e humildade do homem frente ao seu criador. Este processo crescimento da fé e diminuição do homem culminou quando Naamã obedecendo a palavra do profeta tomou sete banhos nas águas barrentas do Jordão para ser purificado. Então o nome de Deus foi glorificado na vida de Naamã, e ele ficou curado.

Há situaçãoes na vida que a saída apontada por Deus parece ser de humilhação e derrota. Porém “Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros.” 1 Samuel 15:2. O caração humilde o senhor exalta Salmos 24:3-4. Crede no SENHOR vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas, e prosperareis.

Surge na história então a figura de Geazi: o servo do profeta. Por ser servo de um homem de Deus era de se esperar um coração mais temente e humilde diante de Deus. Preocupado em exaltar o seu nome. Mas não é isso que se passa no coração de Geazi. Sua ambição leva-o a tentar comercializar a fé do capitão do rei da Assíria. Leva-o a tentar tirar vantagem de sua função e posição social em benefício próprio.
Hoje diante do capitão do Senhor dos exércitos do Senhor há muitos geazis e muitas meninas servas de nome desconhecido. Mas o senhor conhece o coração de suas servas que como criancinhas o buscam e o adoram. Elas falam com inteireza de coração das maravilhas do Senhor quando vêm alguém com necessidade. Destas o senhor se agrada e saem justificadas de sua presença. Porém há muitos geazis também, desculpe-me meu irmão: e que dizem ser igreja de Deus . Buscam somente glorificar suas vidas e não a Deus na vida dos seus irmãos e forasteiros. Aquele homem tinha uma imagem de querer agradar ao profeta de Deus. De que tudo era feito buscando uma compensação financeira. Deus o surpreendeu ao usar seu profeta para despedi-lo com todo o seu ouro, sua prata e seus vestidos. O favor de Deus não pode ser comprado é graça: favor inmerecido. “de graça recebestes, de graça dai “ disse Jesus em Mateus 10:8. Hoje a igreja de Deus somos nós: servos de nosso Senhor e salvador Jesus Cristo. Temos a missão de anunciar o nome do Senhor por onde quer que andemos e em todas as situações. Não devemos ter nossas vidas por preciosas mas devemos em tudo amar nosso próximo como a nós mesmos. O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. 1 Corintios 13:4. Devemos em todas as situações intentar fazer somente aquilo que gostaríamos que fizessem a nós mesmos. Não digo que não devemos corrigir com amor pois o Pai corrige o filho que ama. Devemos dar limites: construir muros e levantar pirâmedes. Mas devemos atentar que a nossa mão não escandalize o próximo. Toda situação deve ser pesada e vista tentando-nos colocar no lugar do irmão. Diante do conhecido que é alcolatra devemos evitar tomar até guaraná no bar da esquina. Fugir de toda aparência do mal. Agir com inteireza de coração e não apenas usar mantos de pudor e retidão: ternos e vestidos longos. Que nossos pedidos e comentários não sejam a homens mas ao Senhor de todos os senhores, em nosso quarto em oculto. Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente. Mateus 6:4. Busquemos não os primeiros lugares mas: “O maior dentre vós será vosso servo.” Mateus 23:11. Dura é essa palavra mas necessária hoje em dia em nossas igrejas. Buscasse o poder e presença de Deus mas se esquece que onde está a sua presença deve haver amor e quebrantamento. “O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;” 1 Coríntios 13:8

Devemos aprender com a serva de Namã e estar dispostos a glorificar a Deus em qualquer situação. As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;  Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. Lamentações 3:22-23