A Paz do Senhor Jesus!

A Paz do Senhor Jesus! Seja bem vindo. Assista nossos vídeos:



Loading...

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

O Tabernáculo 1a Parte

O Átrio


“Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus,” Heb 10:19




Deus queria ter comunhão com o seu povo e O TABERNÁCULO mostra os princípios para se ter comunhão com Deus. Nele Deus mostra o Seu plano de Salvação através de Cristo Jesus. Hoje nós somos esse Tabernáculo pois o Senhor não habita em templos feitos por mão humana. Aprendemos com O TABERNÁCULO que há vários níveis de comunhão com O Eterno. O tabernáculo era dividido em três partes: átrio, Santo Lugar e Lugar Santíssimo ou Santo dos Santos.

O portão

A primeira coisa que se via no Tabernáculo era o portão, que representava a Jesús.

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” João 14:6. Quando Jesús disse isso, os judeus sabiam exatamento o que Ele estava querendo dizer. Caminho era a Entrada do Tabernáculo. Caminho para poder chegar à presença de Deus. Verdade era a entrada do Lugar Santo, onde era revelada a verdade do Senhor. Vida era a entrada do Santissimo Lugar. Era a porta de entrada para o lugar onde era manifesta a presença da glória, a manifestação viva de Deus. Um detalhe que o portão era alto o bastante para que não pudesse se ver por cima dele. Somente passando por ele, assim como Jesús, é que podemos ver e experimentar o que Ele tem para nós. Se O reconhecermos e entrarmos por Ele.

A adentrarmos no tabernáculo o primeiro lugar a chegarmos era o átrio que era o lugar onde as pessoas do povo se reuniam para a adoração. Era um lugar limitado, sem direito à mais íntima comunhão do homem com Deus. Nele estavam o altar de bronze e a pia.



O Altar de Bronze

O altar de bronze era de 5 x 5 x 3 cúbitos (2,25 x 2,25 x 1,35), nas medidas de largura, comprimento e altura. Era todo feito em madeira de acácia e revestido de cobre com uma ponta em seus quatro cantos. Todos os utensilhos como pás, bacias, garfos e braseiros eram também feitos todos de cobre. O cobre representa a purificação e era no altar de cobre que eram feitos os sacrifícios ao Senhor. (Ex:27:1-5) Onde o sangue era derramado e o pecador era perdoado. Não importa o quão boa a pessoa fosse sem derramamento de sangue não havia nenhum perdão: “Porque a vida da carne está no sangue; pelo que vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pelas vossas almas; porquanto é o sangue que fará expiação pela alma.” Lv 17:11.

Fora do altar de bronze não havia outro modo de se aproximar de Deus. A aliança com Yahweh, era uma aliança de sangue e então o animal inocente representando o pecador, tomava o lugar dele no altar. É por isso que se colocava as mãos na vítima inocente, a seguir o violento corte na garganta. Uma imagem que faria sua pele se arrepiar, que trazia uma incrível consciência do pecado, e do seu salário que é a morte. Só então ele seria aceito e declarado limpo. O sangue do animal cobriria até o próprio Deus, O Cordeiro de Deus, Jesus, que levaria o pecado de uma vez por todas.

A pia de bronze

A Pia de Bronze ficava no Átrio do Tabernáculo entre o Altar e a Tenda da Congregação. Era o local onde os filhos de Arão deveriam lavar as mãos e os pés para adentrarem à Tenda.

Embora a Pia, não tenha suas dimensões claras descritas na Palavra de Deus, podemos dizer que deveria ser um tanque pequeno, se formos levados a raciocinar que somente Arão, juntamente com seus filhos deveriam banhar-se nele.

A Pia deveria ficar, no Átrio, após o Altar dos Sacrifícios. A utilização dela deveria ocorrer antes que Arão e seus filhos penetrassem no interior do Templo. Somente depois de se lavarem, é que os sacerdotes poderiam adorar a Deus através do oferecimento do incenso. Outro detalhe importante é que esta lavagem deveria acontecer logo após o oferecimento dos sacrifícios para que eles pudessem se apresentar diante do Senhor na ministração dos serviços sagrados.

Os sacerdotes deveriam obedecer à risca este cerimonial de lavagem, sob a pena de morrerem diante do Senhor: "quando entrarem na tenda da revelação lavar-se-ão com água, para que não morram, ou quando se chegarem ao altar para ministrar, para fazer oferta queimada ao Senhor"Ex.:30:20. Isto mostra a importância dada à purificação.

Devemos entender que todo homem precisa passar pela purificação, antes de aproximar-se do Senhor para adorá-Lo e servi-Lo. Esta limpeza acontece, quando a Palavra de Deus penetra em nosso íntimo. É no interior do homem que a Palavra de Deus promove a necessária purificação e limpeza, qualificando-o a estar na presença do Senhor. Jesus quer para si um povo limpo através da Palavra: "...como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, a fim de a santificar, tendo-a purificado com a lavagem da água, pela palavra" Ef 5.25-26. Observe ainda como este conceito de purificação é claro nas palavras de Jesus aos seus discípulos: "Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado" João 15.3. Somente podemos nos tornar limpos através da ação da Palavra de Deus em nós, tirando-nos toda sujeira e imundícia características do pecado!

Olhando para o Novo Testamento, podemos notar através de textos específicos, que a água nos é apresentada como símbolo de duas verdades fundamentais: símbolo da Palavra de Deus e símbolo do batismo segundo BARROW:

"O Novo Testamento fala do "lavar" em dois sentidos: O Batismo (Atos 22:16), que deve ser ministrado apenas uma vez (quando Bíblico), e, logo após a conversão. (Atos 16:31-33) O lavar da água pela Palavra (Efésios 5:26; João 13:8-10; 15:18), de acordo com o padrão de Êxodo 29:39 pelo menos duas vezes ao dia (de manhã e de tarde). Depois de crer no Senhor Jesus e ter experimentado de que Ele é a Porta através da qual nós entramos no Reino de Deus, nós devemos ir a Ele diariamente de forma simples e sincera. Nós necessitamos ler a Palavra de Deus pela Bíblia para que possamos viver por Ele (Mateus 4:4) e confessar nossos pecados para Deus, pois Ele é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar (I João 1:7-9). Quando Deus perdoa, Ele esquece (Hebreus 8:12). Esta é a experiência combinada da Pia e do Altar de Holocausto".



"Tornará a apiedar-se de nós; sujeitará as nossas iniqüidades, e tu lançarás todos os seus pecados nas profundezas do mar."  Miquéias 7:19