A Paz do Senhor Jesus!

A Paz do Senhor Jesus! Seja bem vindo. Assista nossos vídeos:



Loading...

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Ainda há esperança

Baseado em artigo de http://www.cbsnews.com/

Nesses momentos desanimadores, quando as almas perdidas estavam no topo do penhasco, se perguntando se iam saltar, o som do vento e das ondas foi quebrado por uma voz suave. "Por que você não vêm e tomar uma xícara de chá?" o estranho perguntava. E quando eles se voltavam para ele, seu sorriso era muitas vezes a sua salvação.



Por quase 50 anos, Don Ritchie viveu em frente ao local de suicídio mais notório da Austrália, um penhasco rochoso na entrada do porto de Sydney chamado The Gap ( a fenda). E nesse tempo, este homem conduziu um número incontável de pessoas para longe do abismo.

O que alguns consideram cruel, Ritchie considera um presente. Como é maravilhoso salvar a muitos. Como é maravilhoso vender-lhes a vida.

"Você não pode apenas sentar lá e vê-los", diz Ritchie "Você tem que tentar salvá-los. É muito simples."
Cada manhã, ele sai da cama, vai até a janela do quarto de sua casa modesta, de dois andares, e verifica o precipício. Se ele vê alguém em pé sozinho muito perto do precipício, ele se apressa para ir ao seu encontro.

Algumas pessoas com que ele fala lutam contra problemas médicos, outros sofrem de doenças mentais. Às vezes, aqueles que saltam deixar para trás lembranças de si na borda - notas, carteiras, sapatos. Ritche continua sempre disponível para emprestar um ouvido, embora ele nunca tente aconselhar ou bisbilhotar. Ele simplesmente dá um sorriso caloroso, pergunta se gostaria de conversar e convida-os de volta para sua casa para o chá. Às vezes, eles se juntam a ele.

'Eu estou oferecendo-lhes uma alternativa, realmente,' diz Ritchie. 'Eu sempre agi de uma maneira amigável. Sorrio.'

Um sorriso não pode, é claro, salvar a todos, as motivações por trás do suicídio são muito variadas. Mas a bondade simplesmente pode ser surpreendentemente eficaz. Profissionais de saúde mental contam a história de um bilhete deixado para trás por um homem que pulou da ponte Golden Gate de San Francisco. Se uma pessoa sorrir para mim no caminho para a ponte, o homem escreveu, eu não pularei.

Pela compaixão, oferecida, Ritchie ajuda aqueles que são suicidas a pensar além do terrível momento presente, diz o psiquiatra Gordon Parker.

'Eles geralmente não querem morrer, é mais que eles querem é que a dor vá embora', diz Parker. 'Assim, qualquer pessoa que oferecer bondade ou esperança tem a capacidade de ajudar um número de pessoas.'

Kevin Hines desejaria que alguém como Ritchie estivesse lá no dia que ele pulou da ponte Golden Gate, em 2000. Por 40 minutos agonizantes, o então rapaz então de 19 anos passeou na ponte, chorando e esperando que alguém lhe perguntasse o que estava errado. Um turista aproximou finalmente, mas simplesmente lhe pediu para tirar uma foto. Momentos depois, ele pulou.

Hines, que sofre de transtorno bipolar, foi gravemente ferido, mas acabou se recuperando. Hoje ele diz que se uma pessoa lhe tivesse mostrado que não era indiferente a sua dor, ele provavelmente nunca teria pulado.

'Um sorriso pode levar a um longa caminhada -. Cuidando-se pode-se ir para ainda mais longe. E o fato de que ele lhes oferece chá, e apenas escuta, ele é realmente tudo o que eles querem", disse Hines. "Ele é tudo que muitas pessoas a beira do suicídio querem.'

Em 2006, o governo reconheceu os esforços de Ritchie com a Medalha da Ordem da Austrália, entre as mais altas honras civis do país. Pendurada na parede de sua sala de estar acima de uma pintura de um sol que alguém deixou em sua caixa de correio. Atrás uma mensagem agradecendo a Ritchie "um anjo que caminha entre nós."

Ele sorri timidamente. "Isso diz você - oh, eu não sei', diz ele, desviando o olhar. 'Eu me sinto feliz com isso.'

Mas ele fala prontamente e com carinho de uma mulher que ele salvou, que voltou para agradecer. Ele a viu sentada sozinha um dia, a bolsa já estava fora da cerca. Ele a convidou para sua casa para atender a Moya e tomar chá. O casal escutou seus problemas e fez um pequeno almoço compartilhado com a moça. Posteriomente seu humor melhorou e ela voltou para casa.

Um par de meses depois, ela retornou com um presente. E cerca de uma vez por ano, visita ou escreve, assegurando-lhes que ela é feliz e está bem.

Não foram poucos, porém, que ele não pôde salvar. Um adolescente ignorou sua atenção e de repente deu um salto. Um vento soprou o chapéu do menino veio parar nas mãos estendidas de Ritchie.

Mais tarde, ele descobriu que o adolescente tinha vivido na vizinhança, anos antes.

Ritchie diz que dá o seu melhor com cada pessoa, e se ele perde um, ele admite que não havia mais nada que ele poderia ter feito.

Nem ele nem Moya já se sentiram sobrecarregados com a localização da sua casa.

'Eu penso, 'Não é maravilhoso que vivemos aqui e podemos ajudar as pessoas?', Diz Moya, com o marido concordando com a cabeça.

Cada instante então, ele olha para cima de seus livros para fazer a varredura do horizonte para ver quem pode precisar dele. Ele vai continuar fazendo isso, diz ela, enquanto ele estiver aqui.

E quando ele não estiver?

Ele ri baixinho.

'Eu imagino que alguém vai vir e fazer o que eu tenho feito.'

Ele olha através do vidro da porta para fora do penhasco. E o seu rosto é iluminado com um sorriso."

Baseado em artigo de http://www.cbsnews.com/
Podemos aprender com esta história real como é importante amar as pessoas e demostrar esse amor por elas. Jesus nos amou primeiro e ele pode estar em todos os lugares onde não houver um Ritchie, e devemos orar também por isso. Mas cada um de nós deveria se esforçar para sorrir mais e demostrar mais o amor por aqueles que estão à sua volta, a começar em sua casa, em seu trabalho e indo para as ruas. Às vezes um sorriso e um gesto de amor podem fazer toda a diferença. Cada ser humano é muito especial para Jesus, e Ele nos ama muitíssimo. Quem diz isso é alguém que um dia foi alcançado por uma pequena parte desse amor e teve uma experiência pessoal com Ele. Que o Senhor Jesus nos ilumine e nos faça compreender com quão grande amor ele nos amou. Nunca deixe o dom da vida se perder: você é valioso demais para mim e para Jesus!!! E se Cristo te amou, porque Ele te ama como ama a mim, então eu também te amo!!! Ouviu??????? Eu te amo!!!!!!!