A Paz do Senhor Jesus!

A Paz do Senhor Jesus! Seja bem vindo. Assista nossos vídeos:



Loading...

sábado, 5 de março de 2011

Mineiros do Chile agradecem milagre em Israel



Para a alguns, apenas uma viagem de Turismo Religioso, para outros, o encontro com as raízes da sua fé. Para todos, dias inesquecíveis!


Os Mineiros do Chile estão em Israel e percorrem os “trajetos-padrão” de qualquer roteiro básico na Terra Santa. Tiram fotos, inclinam-se diante de locais onde imaginam que os fatos históricos aconteceram, comem faláfel, visitam museus e compram lembranças. Tudo tão… turista.

Entre eles, apenas um parece entender bem o significado de tudo pelo qual o grupo passou: Mas quem viveu o momento de maior intensidade foi o “guia espiritual” do grupo durante o tempo de clausura, José Henríquez González.

Considerado o “líder espiritual” do grupo enquanto estiveram enterrados vivos por 69 dias, foi de Henríquez Gonzáles – um crente convicto – a idéia de estampar camisetas com o quarto verso do Tehilim (Salmos) 95: “Nas suas mãos estão as profundezas da terra, e as alturas dos montes são suas“.

Agora, em visita à Israel, coube a Henríquez Gonzáles fazer o pronunciamento mais sensato sobre o que aconteceu de agosto a outubro de 2010 – e a 700 metros de profundidade – na Mina San José em Copiapó, Chile: “Nós clamamos a um D’us vivo e ELE nos respondeu e nos presenteou com todas estas viagens para diferentes países do mundo. ELE nos resgatou e tomou o domínio de todo o aparato de salvação. É um D’us que responde à oração, que tem ouvidos, que escuta o pecador”.

Ao longo do dia de hoje os mineiros visitaram lugares de importância espiritual em Jerusalém e durante todo o percurso foram acompanhados por seu anfitrião na viagem de oito dias à Terra Santa, o ministro de Turismo israelense, Stas Misezhnikov.

Além de visitarem os cartões postais religiosos, os mineiros conheceram ainda os bairros muçulmanos e judaicos da Cidade Antiga até chegarem ao Muro das Lamentações, onde foram recebidos por Shmuel Rabinovitch, rabino responsável pelos serviços do Kotel.

Usando kipot [plural de kipá], os mineiros escreveram mensagens de agradecimento e desejos que colocaram nas fendas das pedras do Muro.

Durante os próximos dias os mineiros e suas famílias visitarão outros pontos turísticos da Terra santa, como o Monte das Oliveiras, a Igreja da Natividade em Belém, a cidade de Nazaré e o Rio Jordão



Fonte: http://noticiasdesiao.wordpress.com