A Paz do Senhor Jesus!

A Paz do Senhor Jesus! Seja bem vindo. Assista nossos vídeos:



Loading...

domingo, 23 de setembro de 2012

A capa de José


José era um dos doze filhos de Jacó e se destacava entre seus irmãos. Era filho da amada esposa Raquel e muito esmerado e correto em tudo o que fazia. Seu pai “amava a José mais do que a todos os seus filhos, porque era filho da sua velhice; e fez-lhe uma túnica de várias cores. “ Gênesis 37:3

Tunica é a veste o revestimento aquilo que guarda o corpo é símbolo de cuidado a amor. Tínica colorida é uma túnica especial que representa a plenitude e fidelidade de Deus que nos remete a túnica sacerdotal de várias pedras coloridas e ao arco-iris multicolorido,símbolo do pacto de Deus de não destruir a sua descendência na Terra. A túnica colorida que Jacó fez para seu filho representava um amor especial que ele tinha por esse filho e representava uma aliança da fidelidade de Deus por aquele que era especial aos seus olhos. Mas vejamos qual foi a reação de seus irmãos perante a exaltação que Deus deu a José: “ Vendo, pois, seus irmãos que seu pai o amava mais do que a todos eles, odiaram-no, e não podiam falar com ele pacificamente." Gênesis 37:4

Vemos que os irmãos de José o invejaram e isto criou inimizade entre eles e José. José também cometeu a imprudência de contar dois sonhos a seus irmãos que profetizavam sobre os seus destinos: “Eis que estávamos atando molhos no meio do campo, e eis que o meu molho se levantava, e também ficava em pé, e eis que os vossos molhos o rodeavam, e se inclinavam ao meu molho." Gênesis 37:7

Este sonho de José falava de que seus irmãos se inclinariam perante ele. “Eis que tive ainda outro sonho; e eis que o sol, e a lua, e onze estrelas se inclinavam a mim.” Gênesis 37:9

Este outro sonho falava que não apenas seus imãos mas que seu pai e mãe se inclinariam perante José.

Com isto aprendemos que os sonhos que Deus têm para nós não sempre devem ser contados pois despertarão inveja daqueles mais próximos mas que estão distantes de Deus. Até mesmo nossos irmãos muitas vezes querem o nosso mal quando não têm o amor de Deus em seus corações. 

É interesante notar que os irmãos de José após a revelação dos dois sonhos de José vão apascentar ovelhas no Vale de Siquém. Jacó manda então seu filho do vala de Hebrom para o vale de Siquém. Hebrom significa aliança,cidade de refugio, lugar do amigo de Deus. A palavra Siquém significa “ombro”. O ombro é um lugar de força, de levar grandes pesos, portanto o significado de Siquém é “força”, perseverança e superação. José saiu do refúgio de Deus para o lugar de superação, de provação. Toda vez que Deus nos dá um revestimento, um ministério ou chamado ele permite que sejamos provados. Jesus após receber o batismo foi levado pelo Espírito ao deserto onde foi tentado por 40 dias. 

José recebeu uma túnica que representava uma aliança de fidelidade do Pai em sua vida e esta seria provada no vale de Siquém: no vale da superação. De lá ele foi para Datã. Datã significa dois poços foi neste vale que se apresentaram duas alternativas aos irmãos de José: matá-lo ou vender a José como escravo para uma caravana de Ismaelitas. Os ismaelitas eram descendentes de Ismael o filho de Abraão com a escrava egípcia Hagar. Ismael significa “Deus ouve”. E vinham de Gileade que é traduzida como Galaad, e quer dizer pedregoso, lugar seguro, de conforto, de consolo. Então Deus ouviu o clamor e a angústia  de José e enviou o seu consolo, o seu conforto. Mas a primeira vista aquela caravana não trazia nenhum conforto porque o levaria para ser vendido como escravo no Egito. Mas como os caminhos de Deus são mais altos que os nossos depois entenderemos o propósito de Deus nisso tudo.

José após chegar ao Egito  é vendido como escravo: “venderam-no no Egito a Potifar, oficial de Faraó, capitão da guarda. “ Gênesis 37:36

“Vendo, pois, o seu senhor que o SENHOR estava com ele, e tudo o que fazia o SENHOR prosperava em sua mão, José achou graça em seus olhos, e servia-o; e ele o pôs sobre a sua casa, e entregou na sua mão tudo o que tinha.”
Gênesis 39:3-4


A mão de Deus era sobre José e tudo que ele fazia prosperava pois a fidelidade de Deus estava sobre ele e era abençoado em tudo que fazia. Deus deu a José a administração de toda a casa de Potifar com tudo o que ele tinha. Uma posição de honra de destaque uma nova capa uma nova posição de exaltação.

E aconteceu que por ele se destacar na casa de Potifar por ser formoso de porte e semblante a esposa de Potifar pôs os seus olhos sobre ele, e quis deitar-se com ele. Ele porém lhe resistiu e não sucumbiu à tentação de fazer este mal diante de Deus e do seu Senhor.
Porem ela não desistiu e certo dia aproveitando que estarem sós na casa de Potifar: “E ela lhe pegou pela sua roupa, dizendo: Deita-te comigo. E ele deixou a sua roupa na mão dela, e fugiu, e saiu para fora.” Gênesis 39:12

E esta disse ao seus criados e seu esposo que José tentara forçá-la. Então a ira de Potifar se ascendeu contra José. Mais uma vez injustiçado ele foi entregue por Potifar à prisão na casa do cárcere.

José para não manchar as suas vestes espirituais preferiu abrir mão de sua posição, do lugar de honra que havia conseguido. Ele abriu mão de sua capa, do destaque, do poder, da riqueza para fazer o que era certo e não sucumbir ao pecado. Pela segunda vez ele abre mão de suas vestes agora não é a túnica mas a sua capa. Capa representa sua segurança, proteção contra a chuva, posição e honra. Às vezes fazer o que é certo implica em pagar um preço: o preço da injustiça e da condenação de todos. 

Me recordo da história de um pastor na China que foi acusado injustamente por uma mulher diante de sua esposa e sua igreja de tê-la engravidado. Após acusá-lo a mulher deixou seu bebê nas mãos do pastor na frente de toda a igreja. Diante de tão severa acusação o casamento daquele pastor sucumbiu assim como o seu ministério de pastorear aquela igreja. Ele perdeu tudo: família, ministério e o seu lar. Muitos anos depois conseguiu reerguer-se e Deus restiu-lhe tudo. Ele também teve a oportunidade de reencontrar a mulher que o acusara e de lhe perguntar porquê fizera aquilo. Ela disse que seria muito difícil para ela sendo solteira criar aquela criança o que não ocorreria no caso do pastor que era respeitado e tinha uma família sólida. Aquele pastor preferiu ter seu nome e reputação manchado a revidar as acusações e defender-se. Em um ato sublime de amor ele se calou e aceitou uma culpa que não tinha para não causar um dano ainda maior a aquela jovem.

Voltemos a José que foi parar na prisão e mais uma vez foi injustiçado. A sua situação parecia piorar cada vez mais. De filho preferido de seu pai foi vendido como escravo para um egípcio e agora terminava indo parar na prisão. De filho à condição de escravo e depois à condição de prisioneiro. E ser prisioneiro naquela época era bem diferente de ser prisioneiro nos dias de hoje. As prisões era lugares fétidos, mal iluminados e mal arejados. As condições de higiene eram muito precárias e os prisioneiros sofriam de todo tipo de doenças. Porem havia algo que fazia a diferença por onde quer que José andasse: a presença e graça de Deus sobre a sua vida.” O SENHOR, porém, estava com José, e estendeu sobre ele a sua benignidade, e deu-lhe graça aos olhos do carcereiro-mor. Gênesis 39:21

Apesar de todas as circunstâncias difíceis José estava ganhando comunhão e intimidade com Deus. Estava lhe dando uma visão de águia de olhar além das circunstâncias da vida. Deus estava fortalecendo o espírito e a alma de José. Dando-lhe sonhos e visões de refrigério e alívio. Deus estava se mostrando Deus na vida de José e estava lhe ensinando a passar pelos desertos espirituais da vida confiando nEle. Deus estava lhe ensinando a  perceber e sentir seu amor e cuidado nas pequenas coisas. A sua felicidade não poderia ser escrava ou prisioneira  das circunstâncias da vida mas em Deus ele teria a verdadeira liberdade.

Se Deus tem um plano na tua vida não adianta o inimigo tentar te escravizar ou aprisionar com todo tipo de armadilha ou acusação. Somente a vontade de Deus se cumprirá em cada etapa de tua vida. Deus estará sempre contigo assim como esteve com Jó e assim como esteve com José. A sua fidelidade e o Seu amor nunca te abandonarão. É isso que Deus deseja que confiemos não em nossas capacidades: em nossas túnicas e capas. Deus quer que tenhamos uma comunhão maior com ele porque então ele poderá se mostrar Deus em nossas vidas e nos dará a honra de honrá-lo. A luz de Cristo tem de brilhar em você além das circunstâncias da vida porque nada pode nos separar do amor de Cristo.

"Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?" Romanos 8:35

Então quando chega o tempo de Deus na tua vida algo muda na presença do Rei. Deus faz um rebuliço e faz o rei tomar conhecimento da obra de Deus na vida de um encarcerado. José foi usado na vida do copeiro e do padeiro-Mor para depois ser usado no ministério da revelação de sonhos para o Faraó. O homem mais poderoso de todas as nações do seu tempo o chamou. Então Deus restitui por duas vezes as vestes que haviam sido tiradas de José. Quando ele foi vendido por escravo e quando deixou sua capa com a mulher de Potifá: 

“Então mandou Faraó chamar a José, e o fizeram sair logo do cárcere; e barbeou-se e mudou as suas roupas e apresentou-se a Faraó." Gênesis 41:14. (Grifo nosso). Depois de interpretar o sonho a faraó as suas vestes foram mudadas novamente: “E tirou Faraó o anel da sua mão, e o pós na mão de José, e o fez vestir de roupas de linho fino, e pôs um colar de ouro no seu pescoço. E o fez subir no segundo carro que tinha, e clamavam diante dele: Ajoelhai. Assim o pôs sobre toda a terra do Egito.
Gênesis 41:42-43 (Grifo nosso)


Vemos também que o rei deu o anel real que representa autoridade a José para ter poder sobre todo o seu reino. Tirou as vestes rotas da prisão para dar primeiro as vestes da dignidade e depois as vestes reais de linho fino. Assim nós também recebemos duas vestes espirituais uma com o batismo nas águas que nos liberta da prisão do pecado e do velho homem e outra com o batismo no Espírito Santo em que recebemos aquelas vestes que João viu sobre Jesus Cristo as vestes espirituais do Espírito Santo: vestes resplandecentes lavadas no sangue do cordeiro de Deus.

E Deus ainda fez mais deu um colar de ouro: riqueza e honra e fez todos se ajoelharem diante da vontade do Rei na vida de José. A mulher de Potifá, Potifá, os irmãos de José e o seu Pai tiveram de reconhecer o poder de Deus na vida de José. Assim também Jesus se tornou escravo e prisioneiro pela humanidade e se esvaziou de sua Deidade e assumiu a forma de servo para conquistar para todo aquele que nele crê a realeza e a sua autoridade sobre as forças das trevas, da escravidão do pecado e da prisão espiritual das hostes da maldade. Ele nos deus a autoridade do seu anel real em sua palavra, o revestimento das suas vestes resplandecentes e as infinitas riquezas da plenitude do seu Reino. Assim também o inimigo de nossas almas tem de se ajoelhar e se render à vontade de Deus em nossas vidas pois o Senhor é rei e soberano e exalta quem ele quer a seu tempo. Se o inimigo tem atentado sobre alguma área sobre a tua vida creia que será nela que o Senhor mostrará a su glória e te dará dupla honra. Assim como ele fez com José tu serás restituído em tudo aquilo que foi roubado pois assim o garante a sua palavra que é este anel real que hoje ele te dá:

“E restituir-vos-ei os anos que comeu o gafanhoto, a locusta, e o pulgão e a lagarta, o meu grande exército que enviei contra vós.” Joel 2:25

“A voz de gozo, e a voz de alegria, a voz do esposo e a voz da esposa, e a voz dos que dizem: Louvai ao SENHOR dos Exércitos, porque bom é o SENHOR, porque a sua benignidade dura para sempre; dos que trazem ofertas de ação de graças à casa do SENHOR; pois farei voltar os cativos da terra como ao princípio, diz o SENHOR.” Jeremias 33:11

“Se alguém der ao seu próximo dinheiro, ou bens, a guardar, e isso for furtado da casa daquele homem, o ladrão, se for achado, pagará o dobro.” Êxodo 22:7