A Paz do Senhor Jesus!

A Paz do Senhor Jesus! Seja bem vindo. Assista nossos vídeos:



Loading...

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Águas
















Purificadas


"Nos tempos patriarcas, a campina do Jordão "era toda bem regada... como o jardim do Senhor". Gen 13:10

Uma porção da bela campina permaneceu, com suas fontes e torrentes vivificantes. Neste vale, rico de campos de cereais e florestas de tamareiras e outras árvores frutíferas, as tribos de Israel tinham acampado depois de cruzar o Jordão, e participavam pela primeira vez dos frutos da terra prometida. Perante eles erguiam-se os muros de Jericó, baluarte pagão, o centro do culto de Astarote, a mais vil e mais degradante de todas as formas cananéias de idolatria.O Senhor Deus entregou Jericó na mão de Josué. Disse a ele para marchar em volta da cidade por seis dias.No sétimo dia marcharam sete vezes levando sempre à frente da arca da aliança: sete sacerdotes; levando cada um uma corneta de chifre de carneiro, a qual tocariam. Quando dessem um toque longo todo o povo gritaria bem alto e a muralha da cidade de Jericó cairia. E assim aconteceu e desta cidade somente se salvou a prostituta Raabe e sua família.

Nessa ocasião Josué amaldiçoou a cidade em nome de Deus, dizendo: —Quem tentar construir de novo esta cidade de Jericó será amaldiçoado pelo SENHOR! Quem puser os alicerces perderá o filho mais velho! Quem colocar os portões perderá o filho mais moço!” Josué 6:26

“Cinco séculos se passaram. O local jazia desolado, amaldiçoado de Deus. Até mesmo os mananciais que haviam feito residência nesta porção da campina tão desejável, sofreram os efeitos causticantes da maldição. Mas nos dias da apostasia de Acabe, quando foi revivida a influência do culto de Astarote por intermédio de Jezabel, Jericó, a antiga sede desse culto, foi reconstruída, embora a terrível preço para o seu reconstrutor. Hiel, o betelita, ‘morrendo Abirão, seu primogênito, a fundou, e morrendo Segube, seu último, pôs as suas portas; conforme a palavra do Senhor’. I Reis 16:34.”

“Não muito distante de Jericó, em meio de bosques frutíferos, estava uma das escolas dos profetas; e para lá se dirigiu Eliseu após a ascensão de Elias. Durante sua estada entre eles, os homens da cidade vieram ao profeta, e disseram: "Eis que boa é a habitação desta cidade, como o meu senhor vê; porém as águas são más, e a terra é estéril" 2 Reis 2:19. A fonte que nos anos anteriores tinha sido pura e vivificante, e havia contribuído grandemente para suprir a cidade e os seus arredores com água, era agora imprópria para uso.”




Jericó era uma bela cidade, entretanto, seu povo era infeliz em virtude da mã qualidade das águas pois eram: “águas que não prestavam e provocavam abortos”2 Reis 2:19.

Ocorre assim em nossos dias também: devido a pecados cometidos e à maldição da lei enveredamos por caminhos de ressentimento e busca de justiça por aqueles que nos magoam ou cometem alguma suposta "injustiça" contra nós. As obras da carne que o apóstolo Paulo nos adverte: “adultério, prostituição, impureza, lascívia,Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e demais coisas semelhantes a essas” Gálatas 5:20-21, nos arremessam para o mar das águas amargas do pecado não justificado. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei. Gálatas 5:22-23. Mas como poderemos aplacar os sentimentos que as obras da carne geram e que acabam por deixar nossa vida amarga e pesarosa. Deus deu uma estratégia para Eliseu: “—Ponham um pouco de sal num prato novo e tragam para mim. Eles levaram, e Eliseu foi até a fonte, jogou o sal na água e disse: — O que o SENHOR Deus diz é isto: ‘Eu fiz esta água ficar pura, e ela não provocará mais mortes nem abortos. E aquela água ficou pura até hoje, como Eliseu disse que ia ficar.’” 2 Reis 2: 20-22. Queridos prato novo é um lugar novo para se comer. Um lugar preparado para degustar um manjar, algo nunca antes degustado, uma novidade.E prato é colocado na mesa (vide mensagem anterior - Os dois discípulos no caminho de Emaús - penúltimo parágrafo). E que novidade a ser degustada Deus mandou Eliseu colocar no prato: sal. Falta de sal deixa as coisas incípidas: sem sabor. Porém uma comida com sal na quantidade certa e bem temperada é algo muito apetitoso. O sal acompanando a oferta era uma ordenança de Deus: “E todas as tuas ofertas dos teus alimentos temperarás com sal; e não deixarás faltar à tua oferta de alimentos o sal da aliança do teu Deus; em todas as tuas ofertas oferecerás sal.” Levítico 2:13

Sal torna o alimento gostoso assim também as nossas palavras devem ter sal na quantidade certa e ser assim nossa palavra: bem temperada. “A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um.” Colossenses 4:6



Em agronomia sabemos que certos sais são bons e na quantidade certa levam condições para as plantas crescerem saudáveis na terra através de um correto balanço de nutrientes. O homem também deve ingerir sal em certa quantidade para complementar a dieta de sais minerais para suprir as necessidades de seu organismo.

A contatação feita por Jesús para aqueles que o seguiam, os seus discípulos, foi: “Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? “ Mateus 5:13a

Todo aquele que crê na obra redentora de Jesus e é cheio do Espírito Santo e os frutos do Espírito sendo capacitado pelo Senhor a fazer a diferença: “Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim.” João 15:4 . O discípulo, imitador de Jesús, que é o sal do mundo e estando firmado na videira que é Cristo e munido da boa palavra de Deus ao ser lançando na fonte de águas amargas que às vezes surge na vida faz a diferença em Jesús e torna a fonte das águas pura e renovada. Assim todo aquele que crê em Jesus pode e deve fazer a diferença nos lugares onde pisa sendo sal do mundo e luz para os gentios.




“Bom é o sal; ... Tende sal em vós mesmos, e paz uns com os outros.” Marcos 9:50