A Paz do Senhor Jesus!

A Paz do Senhor Jesus! Seja bem vindo. Assista nossos vídeos:



Loading...

domingo, 27 de junho de 2010

Reconhecer



Conhecer

"No dia seguinte quis Jesus ir à Galiléia, e achou a Filipe, e disse-lhe: Segue-me.

E Filipe era de Betsaida, cidade de André e de Pedro.
Filipe achou Natanael, e disse-lhe: Havemos achado aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José.
Disse-lhe Natanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? Disse-lhe Filipe: Vem, e vê.
Jesus viu Natanael vir ter com ele, e disse dele: Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há dolo.
Disse-lhe Natanael: De onde me conheces tu? Jesus respondeu, e disse-lhe: Antes que Filipe te chamasse, te vi eu, estando tu debaixo da figueira.
Natanael respondeu, e disse-lhe: Rabi, tu és o Filho de Deus; tu és o Rei de Israel.
Jesus respondeu, e disse-lhe: Porque te disse: Vi-te debaixo da figueira, crês? Coisas maiores do que estas verás.
E disse-lhe: Na verdade, na verdade vos digo que daqui em diante vereis o céu aberto, e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem."  João1:43-51

"Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz." Dan.2:22

"Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente." Mat. 6:6




Existem momentos que pensamos ser somente nossos, nos afastamos de tudo e de todos , procuramos nos reencontar , rever nosos sonhos e desejos , meditar em nossas escolhas e planejar nosso futuro, em fim temos plena certeza que aquele é o encontro com nós mesmos. Será?
Nathanael, que significa "dom de Deus", era da cidade de Caná, na região montanhosa da Galiléia. No  relato de João percebemos que Nathanael alimentava o desejo de ver o Messias, tão aguardado como promessa para a salvação de seu povo. Quando Filipe recebe o convite de Jesus para ser discípulo e segui-lo , ele procura a Nathanael e compartilha com seu amigo a Boas Novas: o Messias estava entre eles, seu nome era Jesus , da cidade de Nazaré. Para Nathanael o conhecimento da lei e dos profetas apontava que o Messias viria de Belém e isto para ele era a racionalidade que o impedia de crer. Depois  Nazaré era uma vila pobre e insignificante na região, "poderia algo de bom vir de lá?", esta foi a declaração preconceituosa feita por ele. Filipe faz um desafio para Nathanael ,"Vem e vê",  o mais instiguante desta narração é quem recebeu o desafio para ver quem era Jesus foi Nathanael. Ao se aproximar do Messias , ele descobre que quem o tinha visto primeiro tinha sido Jesus. Porém não o viu com os olhos de um homem mas com um olhar soberano que expôs o seu carater, suas intenções e meditações. Quando o Mestre diz "Antes que Filipe te chamasse, te vi eu, estando tu debaixo da figueira." Ele em sua oniciência releva o profundo e o escondido dos momento de meditação de Nathanael em baixo da figueira A figueira  é considerada uma árvore que dá bons frutos e debaixo da sua sombra há proteção contra o sol quente da terra de Israel. Por esse motivo os judeus viam que embaixo da figueira era um lugar ideal para a leitura e a meditação da palavra de Deus. Diante desta tremenda relevação este israelita sincero reconhece o Mestre dos Mestres, Rei de Israel, o Messias, o Filho de Deus.
Quantas vezes antes de crer Nele olhamos para Jesus com preconceito e racionalidade. Pensamos que não precisamos de um "Salvador" cremos que o nosso entendimento do mundo é que está certo. Afinal não fazemos mal a ninguém, fazemos o bem, somos bons filhos e bons maridos, bons cidadãos. Mas Jesus quer mais de nós Ele nos vê debaixo da figueira ele contempla as intensões do nosso coração. Ele quer nos mostrar : "o céu aberto, e os anjos de Deus subindo e descendo sobre Ele". Ele quer se mostrar a nós nos tirar de nosso mundinho, da nossa mediocridade. Quer nos mostrar novos horizontes, novos desafios, quer que aprendamos a depender mais Dele. Esse é talvéz o maior desafio na vida daquele que crê: abrir mão de si, do seu entendimento, de sua razão, de seu bom senso. Por isso o maior desafio do homem não é conquistar riqueza, força ou sabedoria porque todas essas coisas passam mas o maior desafio do homem é abrir mão de sua vida, por isso a vitória não é do forte mas do valente. Valente para negar a si mesmo ÀS SUAS RAZÕES.
Ocorre também que vezes depois de crer em Jesus agimos com um certo ceticismo em relação as revelações que o Espirito Santo tem nos dado, ou como Natanael estamos em nosos momentos de solidão muitas vezes até meditando sobre as promessas de Deus , mas esquecendo que Ele é soberano e  "...escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes;" I Co.1:27, esquecendo também que o Senhor é oniciênte e tudo conhece Davi declarou no Salmos 139:


"SENHOR, tu me sondaste, e me conheces.
Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.
Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos.
Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó Senhor, tudo conheces.
Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão.
Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir.
Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.
Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim.
Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa;
Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe.
Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem.
Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra.
Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.
E quão preciosos me são, ó Deus, os teus pensamentos! Quão grandes são as somas deles"